11 de set de 2016

Pausa para um chá - Duetto's Café e Bistrô

Aqui vai mais uma dica para quem quer fazer um programinha diferente no Rio de Janeiro. O 
Duetto's Café e Bistrô, fica em Petrópolis, mas precisamente no jardim do Museu Imperial, ou seja, dois lugares legais para visitar numa tacada só. Não sei vocês, mas eu amo a combinação de passeio no museu + pausa para um chá ou café no mesmo local <3

O local é uma graça e emana tranquilidade, do jeitinho que eu gosto.

A pedida do dia foi croque monsieur, chá gelado (ideal para enfrentar o calorão o Rio) e para finalizar uma deliciosa fatia de bolo de chocolate (amarguinho do jeito que eu gosto).

O Museu Imperial fica na Rua da Imperatriz, nº 220, Centro – Petrópolis, cidade serrana do Rio de Janeiro, localizada a 70km da capital do estado.




16 de ago de 2016

África do Sul: Robben Island - Meu encontro com Mandela

Pensei sobre o que e como escrever para vocês a respeito da minha visita à Robben Island. Tão difícil colocar em palavras quando a gente consegue finalmente entender o que é liberdade. Por isso, depois destas infos básicas, vou transcrever para vocês este capítulo do meu diário de viagem. Sim, vou compartilhar com todo amor o que foi esta visita e como ela me transformou.

Mas gostaria muito que vocês lessem este post ouvindo esta música, trilha do filme Invictus.

Este destino era a cereja do bolo da minha viagem. Por este motivo, fiz a reserva do meu ticket de embarque daqui do Brasil. Por R240, comprei meu ingresso. Maaaaas, se vocês preferirem, podem comprar seu bilhete no Museu Mandela, em Cape Town, dentro do Victoria Waterfront. Mas fique atento, pois se o tempo não estiver favorável, o passeio será cancelado.

Chegamos à Robben em  40 minutos de Cape Town e por barco. Conforme nos afastamos de Cape, temos uma imagem linda da cidade, do estádio de futebol, da Waterfront.

Depois das fotos, meu diário para vocês.






( Chegada à Ilha)



 (Sipho, meu guia e ex-detento da ilha)


(Cela de Nelson Mandela)



Diários da África: Aquilo que vejo da minha janela


Eu nunca tinha visto pinguins de verdade, mas naquele dia, eu avistei pinguins reais e livres. É tão bonito ver a liberdade acontecendo. Eu cheguei à Robben Island, a prisão em que Nelson Mandela viveu por anos, de barco, ventava muito e as ondas eram gigantescas. Me recusei a ficar sentada e, me apoiando aonde conseguia, fui em pé, aprendendo a deixar meu corpo sincronizar com tudo aquilo. Há um ano atrás, eu não conseguia nem mesmo olhar pela janela de um trem que eu perdia meu equilíbrio, mas agora era diferente, eu me sentia mais livre.
No caminho até a ilha, eu já tinha uma pulseira escrito Mandela no meu pulso enquanto eu mesma preparava uma outra pra ser entregue à Fundação de Madiba, para ser de outra pessoa, pra entregar algo feito por mim. Na África do Sul, as pessoas compartilham histórias.
Assim que aportamos, conheci Sipho e me apaixonei por ele. Aquele senhor de sorriso fácil tinha algo que me encantou porque eu me identifiquei. Assim como eu, ele conta suas histórias tristes rindo delas. Às vezes, até misturamos o choro com a gargalhada, mas só nós sabemos que esta é a forma mais honesta e visceral que encontramos pra saber lidar com certos acontecimentos da vida.
Sipho é um ex-prisioneiro da Robben Island e chegou lá com 22 anos. Dividiu o espaço, o tempo, a solidão e o medo com Mandela e tantos outros que se negavam a viver numa África dividida. Ao que me parece neste mundo, lutar pra ser livre é uma infração gravíssima e digna de punição. No lugar dos livros, marretas, no lugar de preconceito, quebravam-se pedras.
Naquele passeio de uma hora e meia em que Sipho foi meu guia, eu transitei entre celas e mares, entre a liberdade e a tristeza. "Ninguém nasce Mandela", ele me disse, "Não importa a idade que você tenha, o tempo que tenha passado aqui, a juventude perdida, a velhice chegando, quando você ouve o barulho da chave girar e percebe que mais uma sessão de tortura está por vir, você se torna um menino e tudo o que este menino quer é voltar pra casa."
Caminhei por aquele lugar silencioso, mas sem pesar, um lugar que me fez pensar muito e aí eu cheguei na cela do Mandela. Aquele espaço minúsculo pra uma pessoa de 1.57 como eu e fiquei imaginando para um homem do tamanho de Madiba. E olhei por aquela janela e por entre aquelas grades que pra um olhar realista davam direto ao campo de trabalho forçado, mas me lembrei de Sipho dizendo sobre o mundo não ser Mandela.
Me coloquei a imaginar que pessoa é esta que viveu ali por 19 anos, sofrendo toda e qualquer prisão física, torturas, humilhações e quando se liberta daquele lugar consegue perdoar a todos, ao tempo, às incertezas. Com certeza  esta pessoa chamada Nelson devia olhar aquele lugar seco e imaginar as ondas, aquelas que me trouxeram até aqui, ou se lembrar dos pinguins livres que dividiam com ela aquele mapa.
Me despedi de Sipho, mas eu jamais vou conseguir me despedir de Mandela. Quando se tornou presidente, declarou que a Robben Island era linda e livre e que, por isso, se tornaria um museu para que nunca mais a humanidade fosse sua prisioneira. Se podemos aprender a odiar, podemos aprender a Amar. Estas palavras ecoam dentro de mim de uma forma tão genuína que jamais se apagarão da minha vida e das minhas histórias.
Na África do Sul, quando se cumprimenta qualquer pessoa, você para, olha em seus olhos e pergunta calmamente "Olá, Tudo bem? Como você está hoje?". E as pessoas esperam pela sua resposta e também por sua pergunta. Olhar o outro e se importar com ele é um costume.
Voltei pra casa com um pinguim de pelúcia da Robben Island, com um livro sobre Mandela, com uma história narrada por Sipho e com um respeito pela Liberdade que prometi a mim mesma que vou honrá-lo até quando eu não puder mais contar nenhuma história. Voltei olhando nos olhos e perguntando "Como você está hoje?".
Obrigada, Sipho.
Para Nelson Madiba Mandela que semeou em mim o desejo mais puro por ser livre e por me importar com os outros, independente da vista que a minha janela possa ter.

Que hoje seja um dia de se olhar pela janela.

Namastê,

Nath

1 de ago de 2016

África do Sul: 4 rotas começando por CapeTown

Quando penso no que representou minha viagem à África do Sul a palavra que vêm à minha mente  é Gênesis. Digo isto inspirada pela essência desta jornada de apenas oito dias que definitivamente mudou minha vida. É em Gênesis que o mundo começa e ganha forma, foi num livro com este nome que Sebastião Salgado explorou os lugares de nascimento do mundo, quase que intocados pelo homem. No sul da África, eu encontrei o nascer do sol mais bonito, animais livres, histórias de liberdade e um acolhimento sem tamanho. Por vezes, a África me deixa sem palavras para falar dela, para falar o que causou em mim, para falar de nós.
Comigo, você viajarão por  três cidades da África do sul em quatro posts distintos. Bora?

Cidade do Cabo

Sim,  é aqui o famoso cabo da Boa Esperança! Mas, como este roteiro é óbvio, vou contar pra vocês outros lugares pelos  quais  passei, amei e ainda agora estou entorpecida.

1 – A Cidade da Natureza

CapeTown  é uma cidade que agrada todos os gostos, isto porque ela simplesmente não para e tem atrações voltadas para todas as idades. Muitos são os roteiros que podemos encontrar por lá e, obviamente, com o repertório natural que possui, a natureza é uma excelente pedida.

       A)     O Topo da Table Mountain

A famosa montanha da mesa rodeia a cidade, assim como a cabeça do leão, e pode ser vista de qualquer ponto de Cape Town. Todos os guias de viagem e todas as pessoas com as quais falei sempre me rezavam o seguinte rosário “Não deixe de subir na Table!” . E se tem um conselho que darei a vocês pela vida toda, além de usarem filtro solar, é fazer este passeio.
Não consigo descrever a boniteza que é olhar a cidade do Cabo deste ângulo, nas montanhas, sentindo uma paz sem medida. Vocês podem escolher chegar ao topo por uma caminhada esperta ou através do teleférico que custa R 240, aproximadamente R$60. Definitivamente,  um passeio imperdível.




      B)      As praias de Camps Bay

Gente, tudo bem que as águas são naturalmente geladas, maaaaaas confesso que até levei um biquíni. =)
Não deu desta vez, mas mesmo no friozinho de 8 graus, turistas e residentes passeiam pela areia e curtem as belas praias que tem um pôr-do-sol sensacional.



2- Cape Histórica

A cidade respira História e, uma das coisas que mais me encantaram nela, é a forma como sua trajetória é respeitadas. Da escravidão ao Apartheid, da segregação aos dias atuais. Tudo é preservado, refletido e contado de uma forma muito sábia e humana.

      A)     O Bairro muçulmano de Bo Kaap

O famoso bairro das casinhas coloridas hoje habitado por muçulmanos já foi residência  de escravos. Cada pedrinha assentada ali reflete o trabalho forçado deles. Cada cor presente nas casas é uma celebração à liberdade. Quando a escravidão deixou de existir na região, as casas foram coloridas para celebrar a vida livre. Vários FreeWalking tours acontecem por aqui. Vocês ouvirão estas e outras histórias além de degustarem delícias locais. Tem que ir.




     

26 de jul de 2016

Road Trip por Minas Gerais: Serra da Canastra Parte II

O segundo vlog da viagem está no ar, nesse vídeo nós mostramos um pouco mais do que fizemos na Serra da Canastra. Tem fazenda de café (e sonho realizado), tem visita a 3 produtores de  queijo canastra e tem ponte que balança mas não cai.

Espero que estejam gostando dos vídeos, se inscrevam no canal, curtam o vídeo e coloquem na opção 1080 Hd para a Amanda aqui ficar feliz <3





Locais que aparecem no vídeo:

Pousada Estância Macaúbas
Tel: (37) 9871-8362
Site: http://estanciamacaubas.com.br/

20 de jul de 2016

7 jeitos legais de cultivar plantas dentro de casa

Agora que moro perto do trabalho, consigo curtir muito mais a minha casa do que antes e isso me faz querer deixá-la cada vez mais agradável e aconchegante. Uma forma simples e barata de conseguir isso é espalhando plantinhas pela casa, parece bobeira, mas nossas amiguinhas verdes dão vida aos ambientes que nenhum poster ou móvel consegue dar. 

Por me sentir tão bem cultivando essas plantas (tenho vasinhos até no banheiro) e por receber tantos elogios dos amigos que nos visitam, decidi compartilhar com vocês 7 fotos que vão fazer você querer sair agora para comprar plantas por aí :)

Dica: antes de comprar verifique se as plantas gostam de meia luz, geralmente são as plantas desse tipo que se dão melhor dentro de casa.


planta ideais para casa

planta ideais para casa


14 de jul de 2016

Road Trip por Minas Gerais: Serra da Canastra Parte I

Primeiro vlog no ar \o/

PS inicial: Ainda sou inexperiente e nem tenho os melhores equipamentos, mas um dia que chego lá, espero que gostem <3

9 dias. 5 destinos. 5 queijos canastras. 2 garrafas de cachaça. 3 garrafas de licor. 2 goiabadas. 4 vinhos. 1 espumante. 12 imãs de geladeira. 9 cervejas artesanais. Muito pão de queijo, doce de leite e história para contar!

Esses foram alguns dados (muito relevantes #sqn) sobre a viagem que fiz no começo de julho com meu namorado. Clica aí e confere como foi o primeiro dia da nossa roadtrip por Minas Gerais!






13 de jul de 2016

Festival do Queijo Canastra em Minas Gerais



Quem acompanha o Instagram do Irei com Doroty já está sabendo que eu fiz um roadtrip dias atrás por Minas Gerais, e antes de começar os posts com as dicas sobre os lugares que visitei preciso falar do Festival do Queijo Canastra (antes que acabe e ainda dê tempo de vocês irem conferir) <3

Eu descobri o festival apenas quando cheguei na região, que sorte a minha! Apesar de ter pesquisado muita coisa antes de ir, em nenhum lugar eu havia lido sobre esse tal festival, que por sinal parece não ter sido muito divulgado por aí e vale à visita caso você seja um apreciador dos deliciosos queijos da Canastra, como eu :D


Prato servido na Estância Macaúbas

O Festival do Queijo da Canastra começou no dia 18/06/16 e vai até 31/07/16, e foi organizado pela ATUSCA - Associação de Turismo de Serra da Canastra. Nesse evento, restaurantes, pousadas, bares e similares apresentam aos simpatizantes da gastronomia, visitantes e moradores da região, um cardápio incrível de opções utilizando o queijo canastra como ingrediente principal. São receitas exclusivas e passadas de geração em geração na maior região produtora do queijo em Minas Gerais, nem preciso dizer mais nada, né?!

O  festival abrange os Municípios de São Roque de Minas, Vargem Bonita e Piumhi e os Distritos de São José do Barreiro e São João Batista da Canastra.

Chegando na cidade eles disponibilizam um mapa indicando os locais que estão participando do festival, bem como pousadas que oferecem os melhores queijos de produtores da região no cardápio do café da manhã e guias e condutores que levam você para conhecer as cachoeiras e dar uma paradinha em uma fazendinha ou roça para comprar o queijo direto do produtor ou em revendedores confiáveis.

O festival ainda inventou uma brincadeira bem bacana, a que possibilita que você receba um certificado de "Degustador Oficial" do festival, para isso você precisa juntar 8 selos (você ganha um por refeição do festival) e completar a cartela, muito bacana!

14 de jun de 2016

Cine Pedal Brasil em SP



Nos dias 18 e 19 de junho, São Paulo receberá mais uma etapa do Cine Pedal Brasil, evento que ocupa espaços públicos com a exibição de filmes projetados a partir da energia gerada por meio de bicicletas movidas pelo público participante. A mostra acontecerá no Centro Cultural São Paulo, das 15h às 22h, com a exibição dos filmes “Bike vs Cars”, de Fredrik Gertten, e “O Menino e o Mundo”, de Ale Abreu.

Para participar, os interessados devem se inscrever no local ou pelo site do evento (www.cinepedalbrasil.com.br). No local, 10 bicicletas fixas e 10 bases estarão disponíveis para o público poder encaixar suas próprias bikes, de qualquer modelo. O festival também disponibiliza um pedal manual que pode ser utilizado por cadeirantes, crianças e idosos.

Ao serem pedaladas, as bicicletas produzem energia motriz, que é recebida por um equipamento condensador e, em seguida, redistribuída para o projetor e para os equipamentos de som e iluminação utilizados no evento. Os participantes precisam gerar no mínimo 1300 watts para o cine funcionar.

No local haverá um sinalizador exibindo em tempo real quantos watts estão sendo gerados. A energia produzida pelos participantes voluntários também poderá ser utilizada no carregamento de dispositivos eletrônicos do público presente. 

Além da exibição dos filmes e de diálogos com representantes dos longas e profissionais ligados às suas temáticas, o evento contará com música e foodbikes. O circuito é um programa para toda a família e opção de lazer para quem vai de bicicleta ou não. A proposta do Cine Pedal é chamar a atenção para as questões ambientais, mostrando como ideias inovadoras podem afetar diretamente a vida do cidadão.


9 de jun de 2016

Jantar de dia dos namorados na vinícola Casa Valduga, muito glamour e romantismo


Se você é do Sul, gosta de vinho, curte uma boa gastronomia e ainda não sabe o que fazer no dia dos namorados aqui vai a dica! A Vinícola Casa Valduga oferece cardápios românticos e harmonizados para casais comemorarem no dia 12 de junho.

Para quem não conhece a  a Casa Valduga, ela fica Localizada no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves (RS) e foi uma das primeiras vinícolas brasileiras a dominar e desenvolver o método tradicional (champenoise) para elaborar espumantes. Coisa fina!

A primeira opção de jantar é um jantar harmonizado com direito a apresentação especial de um dueto ao vivo de violão e piano, o menu inicia com um trio de ceviche harmonizado com espumante RSV Blush Rosé. Em seguida, será servido o antepasto elaborado com galeto primo canto desfiado com legumes da horta particular do restaurante, finalizado com chá grosso de capim cidreira e alho poró crocante, o prato é harmonizado com vinho Terroir Raízes Sauvignon Blanc. Essa opção de jantar apresenta dois pratos principais que incluem coração de espinafre e ricota ao confit de tomate que harmoniza com o vinho tinto Identidade Pinot Noir. O segundo prato é um filet mignon com cogumelos trufados em crosta de pão de cereais e harmonizado com o renomado Villa Lobos Cabernet Sauvignon. O jantar será finalizado com o mil-folhas de chocolate, frutas vermelhas e creme, servido com Licoroso Tinto 1875. Essa opção de jantar harmonizado, custa R$250 por pessoa ou R$160 sem harmonização (bebidas serão cobradas à parte).

Outra opção é o jantar que irá contar com foccacia e antepasto italiano da casa, terrina de legumes com folhas orgânicas, azeite e tomates. Entre os pratos principais estão o risoto de damasco com amêndoas e brotinhos, e carré de cordeiro ao perfume de café. Como sobremesa, tortinha recheada com framboesa e creme de limão. O valor do jantar será R$350 por casal, e as bebidas não incluídas no pacote.











6 de jun de 2016

Um jantar do dia dos namorados feito por você

O dia dos namorados está chegando e eu vou te dar 6 motivos para não sair para jantar e ao invés disso preparar um jantar romântico em casa <3

1. A crise está aí e não está fácil para ninguém.
2. Os restaurantes costumam cobrar um valor fixo para os jantares nesse dia e por ter uma concorrência grande o preço acaba ficando bem mais salgado.
3. Você precisará fazer uma reserva e torcer para não ficar esperando para entrar no horário marcado.
4. Se não fizer reserva vai pegar uma bela de uma fila.
5. Falando em fila, vai ter fila para entrar no restaurante, para estacionar, para esperar o táxi, para ser servido e por aí vai.
6. Economizando no jantar sobra mais dinheiro para caprichar no presente do amado.

E para te ajudar a escolher o menu AROSA Produtos Alimentícios está com uma campanha bem legal no ar: “Dia dos Namorados - Feito Por Você”. A marca está divulgando aos poucos seis receitas especiais com produtos da marca e o melhor de tudo é o valor gasto em média para a produção de cada receita: entre R$ 90 e R$ 100!

As receitinhas escolhidas são: Cestinho Fillo com Salada Caprese, Salmão Encapado com Massa Folhada, Croissant Romeu e Julieta, Creme de Palmito com Massa Folhada, Vol-Au-Vent Fricassé de Frango e Tortinha de Chocolate com Cachaça. Os produtos AROSA a serem utilizados são Massa Folhada Laminada, Massa para Torta Laminada, Massa Fillo, Massa para Croissant Triângulo, Vol-au-vent Sextavado Congelado 4 unidades, cujos preços variam de R$ 8,80 a R$ 15.



A minha receita preferia até agora é o Creme de Palmito, o restante vocês podem conferir lá no canal da Arosa:





1 de jun de 2016

Programe-se: Festa alemã, Bauernfest, em Petrópolis



Um dos principais eventos de Petrópolis e a segunda maior festa alemã do Brasil, a Bauernfest atrai milhares de turistas para a cidade localizada na Região Serrana do Rio de Janeiro, a pouco mais de uma hora da capital carioca. O evento dura dez dias, sempre começando no último fim de semana de junho e estendendo-se até o primeiro de julho. Sabendo que esta é uma das melhores épocas para visitar Petrópolis, os moradores do entorno costumam programar-se com antecedência. No entanto, para quem ainda não se programou, ainda é possível encontrar opções de hospedagem na região. O site AlugueTemporada tem mais de 100 alternativas de casas ou apartamentos para alugar no município.

Durante os dias de evento, a região do Palácio de Cristal em Petrópolis transforma-se em um verdadeiro burgo alemão. Diversas barracas espalham-se pelas ruas oferecendo chope e pratos alemães enquanto um palco localizado no centro do evento conta com músicas e danças típicas. A diversão é garantida e a cada ano cresce o número de visitantes: em 2015 cerca de 215 mil pessoas aproveitaram a festa, 34% a mais do que o registrado em 2014.

Muitos aproveitam a ocasião para vestir roupas alemãs, ideais para suportar o clima europeu da Região Serrana em pleno inverno. Outra tradição do evento é decorar os chapéus alemães com broches da festa. Por todos os lados da Bauern, como a festa é carinhosamente chamada, petropolitanos e turistas exibem seus chapéus recheados de broches coloridos.

Um dos grandes atrativos da festa é a cervejaria Bohemia. A Bauernfest, que chega em 2016 à sua 27ª edição, é organizada justamente na rua da fábrica da tradicional cerveja petropolitana e é comum a marca anunciar novos rótulos para o evento. A visita guiada à fábrica, inclusive, é uma ótima opção de passeio durante o dia para os cervejeiros, que também podem curtir as competições de chope a metro abertas ao público, realizadas no interior do Palácio de Cristal. Em 2015, a Bauernfest comercializou mais de 80 mil litros de chope em dez dias.

Vale lembrar, porém, que não só de aspectos alemães vive a festa e a cidade neste período. Além das diversas atrações próximas ao local da Bauern, como a Catedral São Pedro de Alcântara, a Praça da Liberdade, o Museu Imperial e o Museu de Cera, a prefeitura organiza próximo ao Palácio de Cristal uma estrutura que, durante as noites, recebe DJs nacionais e internacionais para animar o público.

20 de mar de 2016

Passeio em Petrópolis: Cervejaria Bohemia

Para quem não sabe, em Petrópolis se encontra a primeira fábrica da Cervejaria Bohemia no Brasil, fundada em 1853. Hoje a fábrica abriga um museu, um restaurante, uma bar e uma loja.

Não cheguei a fazer o tour pela fábrica, pois minha passagem por Petrópolis foi bem rápida, mas mesmo com pouco tempo esse é um passeio que recomendo, pois no bar é possível degustar o chopp de grande parte das cervejas produzidas pela Bohemia, além de petiscar delícias de boteco, que eu particularmente amo!

Se você pretende ir ao Rio de Janeiro essa é uma dica de passeio, fora do roteiro comum, que vale muito à pena!

Cervejaria Bohemia


Adorei a loja, pois além das cervejas é possível comprar uns kits bem bacanas, baldes de gelo, growlers e afins.


Cervejaria Bohemia

Lindos esses growlers!

Cervejaria Bohemia




Cervejaria Bohemia
As opções de chopp eram Pilsen, Imperial, Pale Ale, Vienna Lager, Jabutipa, Bela Rosa e Caá-yari. Uma pena que as cervejas estavam um pouco oxidadas, mas nada que não dê para tomar, se você não está muito acostumado a degustar cerveja talvez nem percebesse, mas se gosta de apreciar o sabor não conseguiria não notar. Isso pode ser apenas para o lote do dia, então vale ir de novo para dar uma segunda chance :)

Cervejaria Bohemia


Essa mesa tinha um tampo de vidro e por baixo várias garrafas das cervejas especiais da Bohemia, bem bacana, né?


Cervejaria Bohemia

7 de mar de 2016

Páscoa: Chocolates feitos por mulheres empreendedoras

A Páscoa está chegando e com ela o desespero de escolher um ovo delícia que não precise de financiamento no banco ou um bom parcelamento no cartão. O que a gente tem mesmo que dividir nesta data são bons momentos e dicas preciosas.

Este ano, pensamos em algo diferente. Em primeiro lugar, a gente gosta de dar umas diquinhas alternativas para vocês, né? E depois porque gostamos de compartilhar aquilo em que acreditamos. Por isso, a Páscoa Doroty de 2016 escolheu acolher em sabor e admiração a empreitada de mulheres empreendedoras e seus chocolates.


Nosso objetivo é o de oferecer um sabor diferenciado, aquele que vem repleto de sonho, determinação, carinho e muito coração na panela. Por obra do destino ou por feitiço de chocolate, nossas escolhas foram direcionadas para Elas.




21 de fev de 2016

Belém: Gente, que lindeza!

Belém chegou pra mim foi nos sabores e com uma tia incrível que nasceu por lá. Conhecia a cidade era pelo gosto do Pato no Tucupi, pela deliciosa Maniçoba, pelo creme de cupuaçu. Mas Ela me ganhou mesmo no paladar com cor de Açaí. Foi no Evento do Paladar Estadão que conheci Nazareno e seu mágico Açaí. E foi ali que fiz a promessa de ir ao Pará.




Aí vocês sabem, né? Quando fazemos 30 anos e temos amigas incríveis, elas te presenteiam com viagens. Escolhi ir para Belém, descobrir uma parte do Pará. E que coisa linda que foi, que energia, que Amor, que beleza de gente e cidade. Voltei apaixonada e cheia de sabor pra contar pra vocês!


1- Sabores do Pará

Não poderia escolher melhor início para este post do que o sabor, né? Então, abaixo, uma lista de onde comer com paixão em Belém:

A- Estação das Docas

Delícia de lugar. Espaço construído no lugar de antigas docas. Lá podemos encontrar lojas, passeios de barco, mas o mais legal é o ponto de encontro e pólo gastronômico que ser tornou. Amei o lugar, a vibe dele, as delícias a serem provadas. Perfeito para curtir um barzinho, um bom almoço ou um relax.

* Lá em casa

O Lá em casa é um restaurante self-service. Se você não está acostumado com os sabores e temperos paraenses, minha recomendação é o restô. Além de um mix da gastronomia local, você pode pagar um preço fechado e comer à vontade.


15 de fev de 2016

Cinema: Horas decisivas

Imagine uma sexta pré carnaval! Imaginou confetes, catuabas e trânsito pra praia ne?! Pois essa não foi minha sexta... hahaha

Tem pré-estreia para imprensa?! Tem sim senhor! Yeahhhhhhh foi dia de ver a pré do filme Horas Decisivas, da Disney.

Especialista em contos de fadas e filmes para família, a Disney segue em paralelo com os filmes baseados em histórias reais. Confesso, que não tinha assistido a nenhum outro antes, mas depois desse eu assisti outros dois filmes deles com essa pegada: Arremesso de Ouro, 2014 e McFarland USA, 2015 (caso goste deste subgênero, recomendo muito assistir).

Um misto de suspense, ação e romance, Horas Decisivas conta a história real do maior resgate feito por um pequeno barco salva-vidas da história da Guarda Costeira norte-americana, em 1952.
Três homens liderados pelo capitão da Guarda Costeira Bernie Webber, interpretado por Chris Pine, partem em um barco salva-vidas de madeira com pouca, ou nenhuma, possibilidade de navegação, e enfrentam temperaturas congelantes, ondas de 20 metros e ventos com força de um furacão, para tentar resgatar uma tripulação de mais de 30 marinheiros presos em um navio-tanque que se partiu ao meio, por conta da tempestade, e estava afundando.


filme Horas Decisivas, da Disney

filme Horas Decisivas, da Disney


Um filme emocionante que retrata bem a construção de um líder e seus desafios, e a quebra das diferenças pessoais para um bom trabalho em equipe. Há cenas de tirar o fôlego e que se não fosse uma história real, seria quase impossível crer que que tal fato tenha acontecido.

12 de fev de 2016

Decor: Inspirações de Home Office Minimalista

Me mudei há alguns dias de apartamento e com isso pesquisei muitas coisas sobre decoração (um pouco mais do que já faço no dia a dia rs) e resolvi compilar por aqui algumas inspirações de como montar um cantinho de trabalho em casa, tudo isso numa pegada minimalista, que é a minha vibe do momento. Espero que gostem e me digam qual vocês mais gostaram :)

Vocês vão notar que as cores predominantes são preto, branco e madeira clarinha. Um detalhe presente, nas maioria dessas referências são plantas e cadeiras Eames, duas coisas que já coloquei no meu e que em assim que estiver prontinho eu posso mostrar para vocês, vocês gostariam de ver?

1. Adorei o detalhe do quadrinho de máquina datilográfica.



10 de fev de 2016

Por dentro do Oscar 2016 #parte1

Como boas viciadas em filmes adoramos uma maratona do Oscar, por isso vamos postar por aqui nossas impressões sobre alguns filmes indicados, em breve voltamos com mais ;)

Spotlight 
(indicações: melhor filme, fotografia, ator coadjuvante, diretor, atriz coadjuvante, roteiro orginal, edição)

Spotlight é aquele filme que entra na listinha do "tem que ver". Inspirado na saga de uma reportagem incrível feita pelo jornal Boston Globe que foi vencedora do prêmio Pulitzer, o filme aborda a temática da Pedofilia na igreja Católica. Com precisão de dados, um elenco de peso, e quebra de Dogmas, a película é um sacode de realidade que nos faz refletir a dimensão do poder religioso no mundo, o uso dele como forma de controle e opressão,e o questionamento diante da idolatria humana.

"Quando eles te violentam, não roubam apenas sua inocência, mas também a sua fé."
Definitivamente, uma excelente aposta.
Se você também assistiu, conta pra gente o que achou. E quem não viu ainda, corra djá pra sessão mais próxima. (Nath)
Elenco: Michael Keaton, Mark Ruffalo, Rachel McAdams
Direção: Thomas McCarthy
Gênero: Suspense
Duração: 128 min.

Brooklyn 
(indicações: melhor filme, atriz, roteiro adaptado)



O filme é muito bonito, mas eu esperava mais (+ emoção e originalidade), até por que ele foi indicado ao prêmio de melhor atriz e melhor filme...  Bom, ele conta a história de uma garota ingênua da Irlanda que vai tentar mudar de vida e conseguir emprego em Nova York. Ela passa por algumas provações pelo caminho, mas por ter a cabeça no lugar consegue se sair bem dessas situações.

Por um motivo, não vou contar qual, ela precisa retornar para uma cidade de origem antes do previsto e acaba sendo vista com outros olhos pelos moradores e vivendo uma vida que ela não tinha vivido lá antes de se mudar, isso faz com que ela se sinta tentada a não voltar para Nova York, mas você s[o vai descobrir isso se assistir, por que não sou de fazer spoiler.

Acho esse tipo de história muito comum, mas é bem o gênero que os americanos gostam, pois de uma forma ou de outra ele ovaciona seu país.

É o tipo de filme que indico se você quer passar o tempo, pois conta uma história bonita, possui atores talentosos e uma bela fotografia. (Amanda)

Elenco: Saoirse Ronan, Emory Cohen, Domhnall Gleeson
Direção: John Crowley
Gênero: Drama
Duração: 113 min.



A Garota Dinamarquesa 
(indicações: ator e atriz coadjuvante)




Eu acabo de assistir e posso garantir a vocês que é um dos filmes mais delicados que eu vi nos últimos tempos. E não é porque o tema é um tabu até os dias de hoje, mas porque podemos refletir por duas horas sobre mais que um drama e sim vidas.


Lili nasceu Einar. Contrariando toda sua essência, ela se escondeu durante anos sobre o disfarce de um homem íntegro, talentoso como pintor e extremamente amoroso como marido. Mas Einar sempre foi Lili, ela sempre esteve ali.
Eu não quero me aprofundar no relato, pois eu desejo que vocês sintam esta história capaz de fazer com que nos apaixonemos por Lili, por Einar, por Gerda, a esposa leal de Einar, e melhor amiga de Lili.
Eu senti muito vendo este filme que, apesar de retratar uma veracidade que aconteceu a partir dos anos 20, ainda nos é tão contemporânea. Mas sentir não significa entender. Eu nunca saberei o que é nascer num corpo que não me pertence, o que é uma dor para muitos também nos dias atuais.
Se prepare para assistir um dos filmes mais bonitos já feitos. Mas se prepare com amor e respeito para receber Lili. (Nath)

A Grande Aposta 
(indicações: melhor filme, ator coadjuvante, diretor, roteiro adaptado, edição)


Esse filme é bem bom! Dos filmes que assisti até o momento, acho que esse é que o tem mais chance de vencer o prêmio de melhor filme, pois se trata de um momento econômico marcante, que ocorreu nos Estados Unidos (e isso agrada os jurados), mas na opinião não seria o meu escolhido #beijinhonoombrobradpitt.

O tema é um tanto complexo, pois falar de economia não é lá tão emocionante, mas o filme consegue trazer esse conteúdo de forma interessante, algumas vezes usando artifícios como a atriz australiana Margot Robbie, nua, deitada em uma banheira de espuma, tomando champanhe... Tudo isso para explicar o que é subprime. Cenas, fora do "contexto" como essa,  quebram o ritmo do filme e agregam leveza ao tema, que facilmente se tornaria cansativo.
Vale a pena perder duas horinhas por esse! (Amanda)

Gênero: Drama/Comédia/Biografia
Duração: 130 minutos
Direção: Adam McKay
Roteiro: Charles Randolph e Adam McKay / Michael Lewis (livro)
Elenco: Christian Bale, Steve Carell, Brad Pitt, Ryan Gosling, John Magaro, Melissa Leo, Karen Gillan, Marisa Tomei, Margot Robbie, Selena Gomez


Os oito odiados 
(indicações: atriz coadjuvante, trilha sonora e fotografia)

Sim, o oitavo filme de Tarantino! Eu aaaaaamo este homem, assisto tudo o que ele produz e curto muito. Mas o amor tem destas coisas, né? As críticas fazem parte.
O filme novo dele tem dividido opiniões. Um misto de velho Oeste com muito sangue e aquelas sacadas Tarantinescas que ultrapassam os 120 minutos habituais. O fato é que não curti.
Achei o tema legal, o elenco monstro com alguns rostos já conhecidos, outros que ele trouxe do esquecimento, mas não gosto de filmes que demoram mais de uma hora para nos embalar.
Sim, achei meio Paradão e tals. Mas vale assistir e contar pra gente o que você achou. (Nath)
Elenco: Samuel L. Jackson, Kurt Russell, Jennifer Jason Leigh 
Direção: Quentin Tarantino
Gênero: Ação
Duração: 167 min.





28 de jan de 2016

Cinema: Caçadores de Emoção

Yeahhhhh, prazer sou a Carol! E a convite da Amanda irei colaborar com o conteúdo do blog! Confesso que será um desafio, por muitas vezes pensei em escrever um blog mas sempre achei que nāo era muito a minha praia, até que há algum tempo comecei a tirar esse pensando e resolvei me jogar nessa aventura ;) Espero que gostem!

Sou apaixonada por sorvete, viajar e descobrir lugares novos e diferentes. Gosto de fugir do padrāo, afinal qual a graça de gostar do que todos gostam?! Tenho a moda como profissão, a nutriçāo como entusiasta e amante da boa gastronomia, e tento viver a vida da melhor forma ;)


A convite da Warner Bros. e da mandinha (sim é assim que eu a chamo, rs), fui assistir a sessão para imprensa do filme "Caçadores de Emoção - Além do Limite", em XD no Cinemark do Shopping Eldorado.




O filme é inspirado no clássico de 1991, com mesmo nome, estrelado por Patrick Swayze e Keanu Reeves. Mas já aviso aos fãs do clássico, não esperem uma continuação, pois não é. A versão de 2016, tem alta carga de adrenalina e menos diálogo, além de novos atores.


O filme já começa com uma dose de adrenalina, e conta a história de um jovem agente do FBI (Johnny Utah) interpretado por Luke Bracey, que precisa se infiltrar em um grupo de poliatletas, liderados por Bodhi (Edgar Ramirez), suspeitos de cometerem uma série de crimes extremamente incomuns.

A sinopse parece mais um clichê para um filme policial e de ação com personagens da FBI, mas não espere isso! O roteiro segue com muita ação e esportes radicais o tempo inteiro. Se você acompanha o mundo dos esportes, é possível que reconheça alguns dos atletas durante o filme, afinal as cenas foram gravadas com os atletas de elite de cada categoria, como paraquedismo, snowboard, motocross, surf e escalada.

Em algumas cenas achei a fotografia um pouco artificial, não sei se foi o fato de ser em 3D, mas achei forçado. Porém, outras cenas são de tirar o fôlego de tão incrível a paisagem!

Indo pro lado mais filosófico, a mensagem que o filme passa de que cada um deve encontrar sua “trilha” e que cada um de nós devemos tomar a decisão por si só, e não por influência de terceiros é bem bacana. Afinal cada um sabe o seu limite e cabe a você descobrir e tentar superar o seu.

No geral, se você gosta de esportes e ação, o filme será emocionante apesar de um pouco longo, quase 2h. Recomendo o filme para os amantes de esporte, os apaixonados por adrenalina, os que gostam de cenas de natureza (e para quem quiser ver uns caras bonitos rs).

A estréia do filme está prevista para hoje em todo o Brasil.